O DIABO E A GALINHA PINTADINHA

Gostei0 Não Gostei0
O DIABO E A GALINHA PINTADINHA mente-de-cristo.blogspot.com - 340 dias atrás

GALINHA PINTADINHA

É incrível a quantidade de histórias fantásticas que circulam pela internet. É verdade também que muitos cristãos agem com falta de bom senso e depositam confiança em qualquer novidade que lhes contam. De fato, alguns parecem ansiar ouvir coisas assim. Procuram pelo em ovo.  “O inexperiente acredita em qualquer coisa, mas o homem prudente vê bem onde pisa”, nos alerta a Bíblia em Provérbios 14.15.

Como exemplo, vi circulando pelas redes sociais um alerta para que os cristãos tomassem cuidado com a personagem “A Galinha Pintadinha”. Alegam que um dos personagens da turma (mestre André) está associado a uma entidade da umbanda e que a letra de umas das músicas, ‘Fli Flai Flu”, poderia significar “Voa mosca da gripe pelo ar e entre pelas narinas o túmulo esta a vista” e coisas semelhantes. Dizem ainda que crianças expostas ao desenho da Galinha Pintadinha costumeiramente ficam com bronquite, asma, gripe e outros problemas de saúde.

Entretanto, como bem postou certo internauta em um determinado fórum de debates, “as musiquinhas da Galinha Pintadinha são mais velhas do que andar pra frente”, isto é, são essas parlendas que toda criança canta há gerações. O que são parlendas? São “versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de crianças. São usadas por adultos também para embalar, entreter e distrair as crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas parlendas são usadas em jogos para melhorar o relacionamento entre os participantes ou apenas por diversão. Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore brasileiro, pois representam uma importante tradição cultural do nosso povo”.

Controvérsia também já foi levantada acerca do desenho Os Smurfs, dizendo que a personagem Papai Smurf seria maçom, que seria comunista e outras teorias da conspiração semelhantes.

Não estou querendo dizer que como cristãos não devemos ser cautelosos com aquilo que lemos, ouvimos ou vemos. Pelo contrário, conforme Jesus admoestou, devemos ser “astutos como as serpentes e sem malícia como as pombas” (Mt. 10.16). Por certo, muito do que nos é disponibilizado no mundo está em flagrante conflito com as normas da Palavra de Deus, e portanto, precisamos ser seletivos. Mas precisamos também tomar cuidado para não adotarmos uma atitude extremista, vendo a ação do Diabo em tudo e em qualquer coisa que não leve o rótulo de “evangélica” (“gospel”, para alguns) ou “cristã”. Não queremos ser fanáticos religiosos.

Como cristãos precisamos ser reconhecidos pelo equilíbrio. Não podemos perder nosso precioso tempo em batalhas a respeito de coisas periféricas à fé. Vale lembrar o conselho do apóstolo Paulo em 2 Timóteo 2.14: “Continue a lembrar essas coisas a todos, advertindo-os solenemente diante de Deus, para que não se envolvam em discussões acerca de palavras; isso não traz proveito, e serve apenas para perverter os ouvintes”. Apropriado, não? Ele mencionou ainda que, em seu tempo, havia aqueles que mostravam “um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras” (1 Tm 6.4). Naturalmente ele não se referia à Galinha Pintadinha, mas a essência de seu conselho ainda é válida: concentre-se naquilo que realmente é importante.

Pessoas há que disputam acerca do que é ou não apropriado para o cristão, mas seguem agindo como os fariseus dos dias de Jesus que “coam um mosquito e engolem um camelo” (Mt 23.24). Fazem uma tempestade num copo d’água acerca de um desenho animado, mas fazem vista grossa à mentira, egoísmo, rancor, falta de perdão, falta de amor e tantas outras atitudes não condizentes com a vida de um genuíno cristão.

Ouso aqui fazer menção também dos dizeres do apóstolo Paulo: “Para os puros, todas as coisas são puras; mas para os impuros e descrentes, nada é puro. De fato, tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas” (Tito 1.15).

No final das contas, cabe aos pais decidir que filme ou desenho animado permitirão que seus filhos assistam, que tipo de leitura permitirão que façam ou que espécie de música permitirão que ouçam. E cabe a cada cristão adulto decidir o que escolherá para si neste respeito. Mas em todas as nossas decisões devemos deixar que as Escrituras Sagradas sejam a luz para o nosso caminho (Salmo 119.105).

Em certo site li o seguinte comentário que achei interessante: “Homens prudentes são sábios, discretos, sérios e usam de um juízo são. Eles são bem cuidadosos em só negociarem com aquilo que pode ser provado de fato. Eles não confiam em tudo que ouvem ou leem; é necessário que haja evidência antes de qualquer consideração. Eles não tiram conclusões apressadas, não dão ouvidos a rumores, não se guiam pelo sensacionalismo nem permitem exageros. Eles não falam daquilo que não conhecem bem, não se envolvem em atividades que eles não entendem, não se associam com pessoas que não conhecem nem estabelecem uma opinião sem estar de posse de todos os fatos (Pv 14:8). Tolos acreditam em quase tudo, especialmente se a questão confirma as suas tolas suposições. Eles estão à procura de qualquer coisa que confirme suas opiniões ignorantes; eles aceitam aquilo como sendo a verdade, e repetem isso para os outros. Na verdade eles não querem ter entendimento; eles só querem revelar aquilo que está em seus corações (Pv 18:2). Se parece plausível, eles acreditam. Se parecem fantástico e capaz de causar comoção, eles ficam realmente excitados. Eles respondem questões sem ao menos tê-los ouvido (Pv 18:13). Para eles, a percepção é tão bom quanto os fatos. Vergonhoso!”.  No mesmo artigo o autor ponderou: “Paulo nos ordenou a sermos sábios e entendidos com respeito à vontade do Senhor (Ef 5:17). Nós devemos ser homens e não crianças no entendimento (ICo 14:20). Os santos provam todas as coisas (ITs 5:21). A única fonte de conhecimento é a palavra de Deus e o temor de Deus (Pv 1:7). Qualquer coisa contrária às escrituras é ignorância (Is 8:20). Nós devemos permitir que Deus seja verdadeiro, mas cada homem um mentiroso (Rm 3:4). A bíblia está certa em todos os assuntos, e nós devemos odiar todos os caminhos falsos (Sl 119:128). Ao invés de você se apoiar no seu próprio entendimento, confie no Senhor de todo o seu coração (Pv 3:5-6). Ele dirigirá o caminho do homem prudente (Sl 37:23)” *.

Colocando no bolso muito teólogo de carteirinha, está a filha de um pastor, professor que lecionou no meu curso de teologia. Ele conta que a filha estava em casa, quando chegou uma coleguinha e a flagrou assistindo a Galinha Pintadinha. A coleguinha, espantada, disse: “Você não sabia que este show é do diabo??? A menina então respondeu: “Não é não, meu pai comprou para mim, é meu!!!”.

 

 

 

Autor: Benjamim Tercio de Araujo. ©2013.

 

Textos bíblicos extraídos da Nova Versão Internacional, a menos que haja

outra indicação.

 

Reprodução do conteúdo acima permitida, desde que citada a fonte e

mantidos os respectivos créditos.

 

* Disponível em:

http://www.letgodbetrue.com/portuguese/proverbs/commentaries/13_16.php

Acesso em 13 de outubro de 2013.

Continuar lendo...

Relacionados

  • Comentários
Nome:
Comentário:
Código:
captcha

estatisticas